Esses navios foram afundados de propósito

Adriano Liziero

Adriano Liziero

Editor | Geógrafo

11 de fevereiro de 2019

O que fez esses 15 navios naufragarem na mesma praia, perto da costa, não foi um golpe de azar, mas sim uma ação deliberada do governo de Queensland, na Australia.

Os navios foram afundados entre 1963 e 1984 para criar um porto seguro para barcos de recreio, funcionando como um quebra-mar. Sem essa proteção, a agitação das águas do mar impediriam a acostagem dos barcos, fato que pode ser comprovado na foto, com as águas sem ondulações junto à costa.

Os destroços dos navios possibilitam o surgimento de corais, animais cnidários que formam colônias marinhas.  Como habitat marinho, os corais são os mais ricos de todos. Uma em cada quatro espécies marinhas vive nos recifes de corais.

Essa rica biodiversidade atrai mergulhadores e turistas para Tangalooma Wrecks, como o local é conhecido. Os corais que começam a se formar junto aos naufrágios abrigam 100 espécies de peixes e até golfinhos.

Adriano Liziero

Adriano Liziero

Editor | Geógrafo

Estudei Geografia influenciado pela experiência de viver em Angola, país que despertou em mim a vontade de compreender o mundo. Meu gosto pela escrita também me levou ao jornalismo.
Trabalho no mercado editorial de didáticos, com foco em tecnologia educacional. Criei o Geografia Visual para explicar o mundo utilizando o poder didático das imagens.

Você também pode gostar

Fotografias

Recifes de corais explicados em 5 imagens

por Curadoria de conteúdos

Conheça a importância dos corais e sua conservação frente às mudanças climáticas.

Fotografias

Qual o real poderio militar da Rússia?

por Adriano Liziero

O colapso da União Soviética reduziu o número de soldados e de território russos, mas deixou o país com muitas cartas na manga, especialmente com seu arsenal nuclear e número de tanques.

Fotografias

Desertos arenosos

por Adriano Liziero

Trecho de rodovia em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.