O inverno de 2017 começou oficialmente hoje, dia 21 de junho, no Hemisfério Sul. O início da estação é definido pelo Solstício de Inverno – a noite mais longa do ano.
O inverno vai até o dia 22 de setembro, quando acontece o Equinócio da Primavera, no Hemisfério Sul.

Apoie o Geografia Visual com R$3 e receba um slide em PowerPoint por mês.

As diferentes estações do ano ocorrem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao plano de sua órbita em torno do Sol.
Quando é inverno no Hemisfério Sul (e verão no Hemisfério Norte), os raios solares incidem de forma perpendicular ao Trópico de Câncer.
Quando os raios solares incidem perpendicularmente ao Trópico de Capricórnio, é Verão no Hemisfério Sul e inverno no Hemisfério Norte.
Para entender como isso funciona de uma forma bem simples, nada melhor do que desenhar.
É exatamente essa a proposta do vídeo a seguir, onde fica claro, por exemplo, porque as noites são mais longas e os dias são menores no inverno.

Vale lembrar que o horário exato do início das estações pode variar um pouco a cada ano. Hoje, o inverno começou oficialmente à 1h24, horário de Brasília.
Essa diferença se deve ao período de translação da Terra – aproximadamente 365 dias e 6 horas, ou precisamente 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46,08 segundos.
A cada quatro anos, ocorre o ano bissexto, com 366 dias para compensar essa defasagem.
Quer ainda mais detalhes sobre a inclinação do eixo da terra e a sua relação com as estações do ano e durações do dia e da noite? Esse vídeo explica com animações as diferenças entre dia e noite de acordo com as latitudes.

Além de entender o solstício e o equinócio, é importante saber como o ângulo de incidência do sol na superfície da Terra se relaciona com as estações do ano.
Com um sotaque do português falado em Portugal, o vídeo a seguir mostra isso com detalhes, além de relacionar o aquecimento com a espessura da atmosfera percorrida pelos raios solares nos diferentes hemisférios.

Gostou? Conhece outros vídeos legais sobre esse tema? Deixe o seu comentário e ajude a espalhar conhecimento geográfico na rede.

Com informações do Observatório Nacional.
 

Adriano Liziero
Blogueiro desde 1999 e hacker desde cedo, gosto de desmontar e descomplicar coisas. Voltei de Angola, onde vivi durante quatro anos, querendo ser piloto de avião e geógrafo. Estudei aviação e, mais tarde, ingressei na faculdade de Geografia da USP. Minha paixão por descomplicar coisas me levou também ao jornalismo. Há sete anos, trabalho fazendo games, vídeos e infográficos de geografia. Fundei o Geografia Visual para explicar o mundo de um jeito diferente e criativo.