E se o dinheiro deixasse de existir?

Adriano Liziero

Adriano Liziero

Editor | Geógrafo

15 de setembro de 2016

Sabemos que o dinheiro surgiu para facilitar as trocas entre as pessoas. Mas, por outro lado, o dinheiro pode representar o fracasso das nossas liberdades individuais quando perdemos a vida ao tentar “ganhá-la”.

Esse é o gancho para um vídeo que questiona as nossas escolhas no sistema capitalista. O que você gostaria de fazer caso o dinheiro não existisse?

A mensagem é válida, afinal muitos de nós sequer tem a liberdade de sonhar uma vida diferente, dado o imperativo da sobrevivência num sistema muito bem articulado para explorar a nossa força de trabalho. Por outro lado, não é a existência do dinheiro a causa da exploração.

A revista Superinteressante consultou especialistas para tentar imaginar como seria o mundo caso a população deixasse de usar dinheiro. Será que todos seríamos mais felizes? Não foi essa a conclusão que a revista chegou.

Sem dinheiro, as cidades seriam esvaziadas e muita gente morreria de fome. Profissionais muito especializados, como um estilista ou um cientista, não sobreviveriam com o seu trabalho.

Sem especialistas, com a força física valendo mais que a inteligência, até os conhecimentos mais simples, como ler e escrever, passariam a ser supérfluos.

Leia: E se… o dinheiro deixasse de existir?

Enfim, a questão levantada pelo vídeo (Como você realmente gostaria de viver a sua vida?) pressupõe que os sujeitos sempre têm escolha, o que não é verdade para a imensa maioria da população mundial, que sequer pode fazer escolhas simples, como a de consumir um alimento mais saudável ou de morar em um lugar melhor.

O vídeo vale pela reflexão para que possamos rejeitar a lógica consumista, mas a questão central não é a existência do dinheiro ou simplesmente as escolhas individuais. É preciso compreender a operação do sistema de produção no qual vivemos. Do contrário, é apenas auto-ajuda.

Adriano Liziero

Adriano Liziero

Editor | Geógrafo

Estudei Geografia influenciado pela experiência de viver em Angola, país que despertou em mim a vontade de compreender o mundo. Meu gosto pela escrita também me levou ao jornalismo.
Trabalho no mercado editorial de didáticos, com foco em tecnologia educacional. Criei o Geografia Visual para explicar o mundo utilizando o poder didático das imagens.

Você também pode gostar

Vídeos

A geografia de um “simples” lápis

por Adriano Liziero

Vídeo aborda a complexa rede envolvida no clico de vida de um produto.

Infográficos Vídeos

Animação mostra os terremotos dos últimos 15 anos

por Adriano Liziero

Nesse período, ocorreram 20 terremotos de grande magnitude.

Vídeos

Explicação visual sobre a guerra na Síria e a crise de refugiados

por Adriano Liziero

Entenda de uma vez por todas o que está acontecendo na Síria e o drama dos refugiados.