Simulador ambienta o ensino de temas da Geopolítica

Adriano Liziero

Adriano Liziero

Editor | Geógrafo

27 de setembro de 2011

Acompanhe o briefing que originou a ideia de um simulador de fronteiras voltado ao ensino de geografia.

Estado, nação e território são temas relevantes nas abordagens realizadas no ensino de Geografia, especialmente sob o ponto de vista da capacidade de intervenção desses elementos na produção do espaço geográfico. A definição de fronteiras é um dos aspectos relacionados à formação territorial dos Estados modernos.

As fronteiras são parte do nosso imaginário.  Não apenas as fronteiras políticas que delimitam países, estados, municípios, mas, também, outros tipos de fronteiras, como, por exemplo, as faixas de transição entre os diferentes domínios fitogeográficos e até mesmo a fronteira do nosso corpo, a fronteira que define o espaço de circulação do pedestre e dos automóveis na cidade… Há muitos exemplos para ilustrar esse tema.

No caso das fronteiras políticas, a questão da identidade nacional assume um papel importante na definição do Estado-nação. No mundo, há muitos exemplos de territórios em disputa por diferentes povos. Esse foi o recorte escolhido para ambientar o conteúdo relacionado à formação dos Estados modernos, com foco na definição de territórios e fronteiras.

Na ambientação, inventamos um território fictício, habitado há séculos por dois povos distintos, cada um com a sua própria identidade. Tudo começa por um infográfico, onde o estudante conhece cada um dos povos, com informações sobre cultura e história.

Protótipo (feito todo no PowerPoint) do simulador de fronteiras. Os estudantes podem conhecer as características dos povos que habitam a ilha fictícia.

As formas de utilização do território por cada um dos povos também podem ser exploradas. O rio, as terras férteis e a disponibilidade de minérios e o litoral refletem alguns usos do território e, em alguns casos, são objeto de disputa.

É possível explorar alguns elementos do território e saber mais sobre a sua apropriação pelos diferentes povos da ilha. (protótipo)

Por fim, demos ao estudante o papel de mediador desses conflitos que envolvem o uso do território. Cabe a ele a decisão de optar por uma proposta de fronteira, que utiliza critérios diversos para dividir o território entre os povos. Uma das opções é considerar o traçado do rio na definição da fronteira. A outra é considerar a atual demografia do território. A última,mais simplista, é dividir o território exatamente ao meio.

Há três opções de fronteiras, que dividem o território em duas nações. Cada uma delas deve ser analisada pelo estudante. (protótipo)

A opção do estudante gera um resultado específico. Após a fronteira ser definida, há um feedback com a repercussão do tratado geopolítico colocado em prática. Há muitas possibilidades a explorar nos textos de feedback. Independente de qual for o resultado, o objetivo do objeto de aprendizagem é o de ilustrar a complexa disputa por territórios, onde vários aspectos sociais e físicos devem ser levados em conta.

Com esse simulador de fronteiras, os estudantes vivenciam o conteúdo, tornando o aprendizado mais efetivo. Conhecer, analisar, estabelecer relações com os conteúdos estudados, formular e justificar atitudes são algumas das habilidades contempladas pelos simuladores com enfoque no ensino de Geografia.

Esse foi mais um gratificante trabalho realizado para o sistema de ensino COC, cujo design foi realizado em conjunto com os meus colegas da Pearson Education. O material está disponível para os estudantes do sistema de ensino.

Adriano Liziero

Adriano Liziero

Editor | Geógrafo

Estudei Geografia influenciado pela experiência de viver em Angola, país que despertou em mim a vontade de compreender o mundo. Meu gosto pela escrita também me levou ao jornalismo.
Trabalho no mercado editorial de didáticos, com foco em tecnologia educacional. Criei o Geografia Visual para explicar o mundo utilizando o poder didático das imagens.

Você também pode gostar

Notícias

73% dos professores propõem atividades com uso da internet no país

por Adriano Liziero

No entanto, a maioria dos alunos não tem acesso à senha da rede wi-fi da escola.

Notícias

Cinemas Periféricos da América Latina

por Adriano Liziero

Conheça a produção cinematográfica de países latino-americanos, que lutam por visibilidade.

Notícias

7 sites de explicação visual que vão te inspirar

por Adriano Liziero

Conheça as referências que utilizo no Geografia Visual